Oficina de Moto. Motociclista cria Site de Busca. Encontre a sua


Logo_oficinadebigtrailA motivação de uma pessoa conduziu à concretização de uma ideia chamada oficinadebigtrails que beneficia muitos. Nesse site os motociclistas encontram oficinas para suas motos, avaliam, comentam e compartilham seus comentários sobre os serviços prestados.

Por outro lado as oficinas podem divulgar seus produtos, serviços, marca, telefone, localização, etc.

Aliás, um dos diferenciais do Site é que com 2 Clicks você se localiza no Mapa e Localiza as oficinas mais próximas da sua Posição, sem precisar estar logado ou Cadastrado.

capa_facePara as avaliações dos serviços e atendimentos das oficinas se faz necessário o Cadastro bem como estar Logado.

Se for viajar já pode localizar e entrar em contato com a oficina inserindo-a no planejamento da trip.

Se já estiver viajando e ocorrer algum imprevisto ou necessitar trocar relação, óleo, pneu, você pode localizar facilmente uma oficina.

Um dos locais mais visitados por brasileiros é o Atacama no norte Chile. E o site já tem oficina de lá cadastrada, facilitando a vida dos viajantes.

E ainda pode localizar a oficina mais próxima da sua casa ou trabalho facilitando aquela manutenção que precisa fazer mas não tem muito tempo disponível para levar e aguardar a moto ficar pronta.

E se a oficina trabalha com motos bigtrail com certeza trabalha com motos menores também.

Ah, e é gratuito.

Enfim uma boa dica para todos os motociclistas, aproveitem e divulguem.

Essas iniciativas merecem o apoio de todos.

Companhia de Engenharia de Tráfego – CET – São Paulo

Pesquisa de Veículo Guinchado – Prefeitura de São Paulo


Outros Posts

Compras abaixo de 100 dólares postadas no exterior ficam isentas do imposto de importação se o destinatário for pessoa física.

Seguro DPVAT. Danos Pessoais causados por Veículos Automotores

Consórcio, Lei 11.795/08, prazos, devoluções, obrigações, multas, taxas, etc

Trânsito. SINIAV. Chip nos Veículos. Dispositivo Informatizado será instalado obrigatoriamente em todos os Veículos do Brasil

Salário Mínimo nacional. Tabela de todos os anos com percentual de aumento e legislação

Rodízio de Veículos. Justiça manda Prefeitura de São Paulo sinalizar os locais. Mais uma Possibilidade de Recurso

Anúncios

Motocilcista vence ação contra Empresa de Água em Guarulhos que não sinalizou buraco aberto na via


Buraco_Pista_Moto_acidente_Indenização_EstadoO fato ocorreu em 2009, mas o julgamento em 2º isntância no Tribunal de Justiça de São Paulo – TJSP aconteceu agora em 27/05/2015. O tribunal de SP manteve a decisão de 1ª Instância da 1ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos, reduzindo apenas a condenação dos honorários (para azar do advogado do motociclista).

Segue a ementa (resumo) da decisão do TJSP – 34ª Camara de Direito Privado. APELAÇÃO Nº 0064149-03.2009.8.26.0224:

Ação indenizatória. Acidente de trânsito. A autarquia municipal é objetivamente responsável pela reparação dos danos resultantes de acidente ocorrido em razão da falta de sinalização indicativa do buraco que abriu na via pública, segundo o preceito do art. 37, § 6º, da Constituição Federal. No caso vertente, estão evidenciados os pressupostos da responsabilidade civil, quais sejam, os danos sofridos pelo autor, o nexo de causalidade destes com o buraco existente na via pública e a conduta omissiva do réu, que não protegeu, nem sinalizou a obra, em ordem a prevenir acidentes como o relatado na inicial. Incumbia ao réu o ônus de demonstrar a ocorrência de alguma excludente de sua responsabilidade, o que não foi feito. Redução, contudo, do montante fixado a título de honorários advocatícios de sucumbência, para R$ 1.000,00.

O Motociclista, um pedreiro, caiu em virtude de um buraco na via e ficou 7 dias afastado do serviço.

A defesa do SAAE – Serviço de Abstecimento de Aguas e Esgosto de Guarulhos defendeu-se alegando que o Motociclista não tomou as devidas cautelas.

Aplicou-se ao caso a Responsabilidade Objetiva do Estado (não depende da apuração da culpa ou dolo)

Mas também o que pesou na decisão foi o Boletim de Ocorrência que constou: “Tal fato se deu devido um buraco deixado pela prefeitura no meio da via e que não está com sinalização cabível, apenas alguns tijolos cercando o buraco”

E também uma testemunha que viu a obra sendo executada.

Ou seja, um conjunto probatório forte e robusto, com indicação clara de quem foi o responsável pela abertura do buraco.

Seguem mais 2 decisões no mesmo sentido:

ACIDENTE DE VEÍCULO – AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MATERIAL E MORAL – BURACO EM VIA PÚBLICA – QUEDA DE MOTOCICLISTA – RESPONSABILIDADE OBJETIVA DA MUNICIPALIDADE – AUSÊNCIA DE PROVA DA ALEGADA CULPA EXCLUSIVA DO DEMANDANTE – PROCEDÊNCIA PARCIAL DO PEDIDO MANTIDA – Na esteira do que dispõe o artigo 37, §6º da Constituição Federal, o Município responde objetivamente pelo defeito na prestação do serviço, devendo ressarcir os danos suportados pelo usuário em virtude de queda da sua motocicleta em buraco existente na via pública, haja vista que não demonstrada a alegada culpa exclusiva da vítima – O dano material restou comprovado por meio dos orçamentos trazidos aos autos e o dano moral decorre do evidente prejuízo causado ao patrimônio imaterial do autor, que sofreu lesões corporais em virtude da queda – Recursos de ofício e voluntário da ré improvidos. (35ª Câmara de Direito Privado, Apelação/Reexame Necessário nº 0003049-90.2010.8.26.0360, Rel. Des. JOSÉ MALERBI, j. 10.03.2014)

RESPONSABILIDADE CIVIL. Acidente com veículo automotor. Queda na via pública (buraco sem proteção segura, também à falta de adequada sinalização). Incúria de concessionária de serviço público, responsável pela obra. Dever reparatório (artigo 37, § 6º, da Constituição Federal). Recursos da ré (agravo retido e apelação), desprovidos. Recurso do autor, a que se dá parcial provimento. (30ª Câmara de Direito Privado, Apelação nº 0034250- 93.2009.8.26.0309, Rel. Des. CARLOS RUSSO, j. 23.10.2013)

Equipamentos de Proteção podem reduzir em 35% as Sequelas em acidentes com Moto


tombo-moto-1_grandeMetade do total de internações por acidente de trânsito no Brasil envolvem motociclistas. Os dados são do Ministério da Saúde.

O número de internações hospitalares após acidentes com motos cresceu 115% nos últimos seis anos. Em 2013, de 171 mil internações, cerca de 89 mil foram de acidentes com motos.

O governo também avalia medidas como financiamento na compra de equipamentos de proteção, como capacetes, jaquetas e calças especiais.

A utilização de equipamentos de proteção evita em cerca de 35% as sequelas ocasionadas por acidentes com motos. Contudo, o número de usuários que apostam nesta proteção extra no momento da pilotagem está bem longe do ideal. Revela-se  considerável somente nos estados do Sudeste e Sul, onde poder aquisitivo e a consciência dos motociclistas é maior”.

Fonte: Motoadventure.com.br, 22/05/2015

As sequelas mais comuns dizem respeito aos traumas ortopédicos: Ossos quebrados, perda de massa corpórea, traumas encefálicos, etc.

Equipamentos de Proteção específicos e próprios:

1 – Jaqueta. 2 – Luva. 3 – Bota. 4 – Calça. 5 – Protetor de Coluna. 6 – Balaclava