Mulheres terão direito de prestar serviço militar no Brasil


Sendo aprovado e sancionado pelo Poder Executivo, os quarteis (que receberão as Conscritas) terão que se adaptar estrutural, logística e socialmente: Banheiros, Alojamentos, Convívio, Fardas, etc… para receber um contingente massivo de recrutas. Será uma fase de transição relativamente longa, mas muito bem vinda.

A Academia do Barro Branco – Polícia Militar de São Paulo – passou a aceitar mulheres no seu quadro de oficiais em 1989, só há 26 anos atrás. Claro que são funções bem diferenciadas – Polícia x Exército, Marinha e Aeronáutica.

A Aeronáutica aceita Mulheres candidatas a Piloto desde 2003.

A Marinha foi a primeira a aceitar mulheres.

ISAPE

No Brasil, a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal aprovou um projeto de lei que altera as regras do serviço militar para garantir às mulheres a prestação voluntária do serviço. Dessa forma, ao completarem 18 anos, mulheres poderão escolher prestar o serviço militar, a exemplo dos jovens do sexo masculino, mas sem o caráter obrigatório. A matéria segue para a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), na qual receberá decisão terminativa. A presença feminina nas Forças Armadas do Brasil cresce a cada ano e atualmente há 22.208 em serviço, ou 6,34% do total do efetivo militar do País; porém, em áreas restritas.

Foto: Exército Brasileiro.

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s