MÉDICOS PERITOS DO INSS NÃO FORNECEM RESULTADO NEGATIVO DE PERÍCIA MÉDICA AO SEGURADO. UMA AFRONTA CLARA, ABSURDA E DESMEDIDA À LEGISLAÇÃO E À ÉTICA DA MEDICINA.


medico perito do INSSOs médicos peritos do INSS não estão fornecendo aos segurados que realizam perícia médica (obrigatória quando o segurado pede na Agencia do INSS os benefícios Auxílio-Doença, LOAS-Deficiente Físico, Aposentadoria por Invalidez, Auxílio-Acidente, Licença Maternidade) a comunicação do resultado negativo da perícia.
A nova prática adotada pelo INSS atendendo à reivindicação da Associação Nacional dos Médicos Peritos – ANMP contraria a própria Instrução Normativa do INSS/PRES Nº 16, de 17 de março de 2007 (DOU DE 28/03/2007), que em seu parágrafo § 7º, dispõe:

“o segurado poderá requerer, após recebimento do resultado da decisão quanto ao benefício, cópia da conclusão pericial e de sua justificativa, em caso de não aplicação do NTEP pela perícia médica”.

Agravando a situação, grande parte dos médicos peritos negam-se negado a aplicar os critérios da nova ferramenta que permite ao INSS conceder o benefício auxilia-doença acidentário (código B-91), ainda que a comunicação acidentária (CAT) não seja emitida pelo empregador, caracterizando tecnicamente o acidente do trabalho mediante o reconhecimento do nexo entre o trabalho e o agravo.

BLINDAGEM DO INSS CRIA CLIMA ODIOSO NA RELAÇÃO MÉDICO PERITO x SEGURADO

Os peritos do INSS alegando riscos de vida por parte dos segurados que insatisfeitos com as reiteradas negativas de concessão do benefício previdenciário, previsto na Lei 8.213/91, conseguiram “blindagem”, mas a farsa agora vem a público. Usaram como argumento para conseguir do INSS a “blindagem” fornecendo como justificativa um caso amplamente divulgado (mas que agora foi esclarecido), o assassinato da Médica perita Maria Cristina de Governador Valadares, vitimada (morta) por médicos peritos que com ela conviviam no meio ambiente de trabalho, fato este que se tornou num dos estopins de toda a parafernália criada pelo INSS para “blindar” os peritos e criar uma quadro de constrangimento aos segurados que tem que se submeter a um verdadeiro calvário até serem atendidos pela perícia médica. Tentou-se atribuir o assassinato a um segurado contrariado com as condutas dos médicos-peritos. Mas rapidamente foi descoberta toda a trama que envolvia uma gangue interna no INSS. Os médicos peritos Milson Souza Brige e José Alves de Souza, que assassinaram a pela perita colega, já foram condenados a 16 e 18 anos. Agora, junto com outros, foram acusados pelo MPF – Ministério Público Federal por diversos outros crimes.

Não bastasse isso, tem havido uma prática nociva dos peritos do INSS em negar o benefício ao trabalhador acidentado e desempregado, sendo que a regra somente pode valer para aquele trabalhador que se acidentar enquanto desempregado.

Lembre-se: A LEI ESTÁ A SEU FAVOR NÃO A IGNORE!!! Informe-se.

Você sabe o que é ATO PRIVATIVO DE MÉDICO? Clique e Informe-se.

About these ads

14 Respostas

  1. sofro muito com depressão tenho laudo médoco psiquiatra cid.10 ;f33.1 faço uso de depakene, citalopram e rivotril e tambem laudo ortopédico com evidencia hipertrofia facetária em L4-L5 e alteraçõesz degenerativas nas articulações .Abaulamento posterior do disco invertebral de L3-L4 e tenho 64 anos um perito de Leopoldina indeferiu minha pericia não deu importancia\ meus laudos medicos e remédios que eu levei. O perito parecia mais um robo não atendia minhas perguntas , me ajude por favor.

  2. ola pra todos eu venho pelejando com minha esposa q e asegurada e ñ recebe beneficios faz um ano ela esta fazendo tratamento psiquiatrico esta semana ela perdeu controle ateou alcool no perito e quase ateou fogo nele o medico de coromandel agora espero q eles me de ouvido eles ñ sabe q eu passo com ela q esta fora de si pior em minha casa ñ tem alcool e nem uso fosforo mais agora espero q eles tome uma providencia antes q o pior venha acontecer

  3. ótima resposta

  4. olha ñ acredito q o nss esteja pagando os beneficos minha esposa esta afastada deste 2008 os recursos dela sempre negado a medica daqui de patrocinio mg [ glaucia guimarães ]ñ le os laudos medico dos psiquiqtras nem dos outrs medico ela pega e enfia na caveta dela nem olha isso esta me trazendo varios poblemas eu ñ sei mais q faço minha paciencia esta no limite acho q vcs ai os grandoes do colarinho branco deveria rever esta situação ates q isso acaba em tragedia minha esposa faz tratamento psiquiatrico tem trantorno pipolar eu proprio ja fiz duas ocorencia contra ela so por prevenção ela quis mata eu e meu filhos hoje com dez anos porq achava q eramos invasores [peso q vcs ai toma um providecia com esta doutora glaucia ela ñ pessoa acha q e Deus pra saber q deve viver ou morrer tudo tem um limite [o meu esta no fim [nome de minha esposa e rosa do carmo da viltoria santos ] amanhã ire pro jornal fazer uma nota contra atal q se diz doutora glaucia e contra nss q coloca pessoas sem qualifição pra fazer o trab de medicos

  5. Eu gostaria de saber como eu faço pra saber o resultado da pericia da minha mãe pois a carta ainda não chegou por favor se possivel me respondam.

    Obrigado

    • A Sra. deve procurar o Posto do INSS onde o processo se iniciou, ou seja, onde a senhora ou sua mãe deu entrada no pedido.

      Grato.

  6. ACHO QUE ESTOU SENDO ASSEDIADA, SÓ CHORO E NÃO TENHO CABEÇA PARA MAIS NADA, O PROPRIO PERITO DO INSS NO PROCESSO QUE ENTREI CONTRA O INSS EM 2004 COLOCOU NO LADO QUE O TRATAMENTO COM O PSIQIATRA É FUNDAMENTAL E DE LONGO PRAZO, COMO POSSO ME CUIDAR E TOMAR MEDICAMENTOS COMO REVOTRIL, SERTRALINA, LEXOTAM E OUTROS MEDICAMENTOS ORTOPEDICOS SE NAO ME AFASTAR PARA ISSO?

  7. ME TUDO QE PEÇO NO BALCAO DO INSS INCLUSIVE A CONCLUSÃO DA PERICIA MEDICA
    ESTOU NO CORRDOR DA PREFEITURA A DISPOSIÇAO QANDO NÃO ESTOU DE ATESTADO MEDICO, ONDE É NEGADA A LOTAÇÃO

  8. Excelentíssimo senhores,

    1- sou funcionaria publica municipal de Nova Era, concursada desde 1991, trabalhalhei como tesoureira, departamento de saúde, contadora. Em agosto de 1999 fui afastada até julho de 2003 devido doença do trabalho -uma tendinite incapacitante no ombro direito do supra espinhoso M65 e síndrome do impacto grau II do manguito rotulador M75-1. Quando retornei, o médico do trabalho que o Juiz de Nova Era nomeou para perícia do processo, expediu lado segundo o qual não poderia manter membros superiores elevados, no entanto digitei muito e carreguei muito peso, deveria ter funções compatíveis. Não foi o que aconteceu:
    Trabalhei na biblioteca e no Fórum digitando textos e carregando processos, livros, etc.
    Resultado: romperam-se os tendões, sinto muita dor, dormência e caimbras nas mãos, braço e ombro direito, diminuição de força, falta de firmeza nas mãos, tenho insônia, sinto dificuldade para dormir, dificuldade para permanecer sentada muito tempo, dificuldade para segurar objetos, dificuldade para manter membros superiores elevados, dificuldade para escrever e para carregar pequenos pesos, com limitação para atividades domésticas em geral até de higiene pessoal, sinto revolta, fico muito irritada, falta de apetite, depressão, cansaço, palpitações, dores generalizadas, crise de choro, esquecimento (já esqueci em perícia do Fórum em 2004 que machuquei nariz, cabeça e joelho direito em batida de automóvel e que no parto em 1990 tive caimbras nas duas pernas e desmaiei, não ví meu filho nascer, ficando com a barriga inchada), dor de cabeça, sede de vingança, tonturas, falta de ar, idéia de suicídio, medo de demissão pois sou viúva desde 2000 e tenho três filhos para cuidar : cada vez mais, não consigo fazer nada e desde 2003 tento afastar-me para tratamento de saúde e não consigo. Por que? 2- Estou vivendo uma situação absurda : os médicos me dão afastamento de 15 dias: já tenho 12 atestados de 15 dias após 02/07/09, fora vários atestados de 01 dia, e os dias que estive no hospital passando mal, durante estes 10 meses que não recebo nem da prefeitura e nem do INSS. Além disso o Médico do Trabalho de João Monlevade que a Prefeitura me mandou, já me afastou por três vezes, atestou que eu estou inapta para a função que exerço ou irei exercer, ou seja inapta para o trabalho. Entretanto o médico do trabalho do INSS de Nova Era, Dr. Haroldo Felipe Martins da Costa recusa os atestados e exames, dizendo até que o INSS não é obrigado a aceitar os laudos, nem me afastar pela Previdência, estão sumindo com várias perícias que faço no INSS (fiz notificação em cartório da perícia do dia 09/12/09, porque não aceitaram relatórios médicos exames, ofício e requerimento da Prefeitura informando o último dia trabalhado, esta é uma das perícias sumida) faço três perícias com o mesmo numero de requerimento, quando marco perícia me fornecem numero de requerimento anterior ao que eu fiz, mudam o local onde faço a perícia na comunicação de decisão, mudam o nº do requerimento de perícia médica do 135 e marcam perícia se me comunicar como no dia 21/12/09 que pedi a polícia militar ajuda porque não deixaram eu fazê-la e tenho três testemunhas do acontecido, pois comparecí à agencia assim que abriu, conforme solicitação do telefone 135, mesmo assim não deixaram e fazer a perícia, mas me entregaram esta perícia, que não deixaram fazer no dia 26/04/10 porque pedi o histórico das perícias e não foi fornecido, só me entregaram alguns resultados dizendo que só tinham aquelas. Está tudo errado naquela agência! Só sei que o médico não encaminha os laudos do médico do trabalho, do ortopedista e do psiquiatra para o INSS, nem me dá o laudo conclusivo e se recusa a colocar os CIDs da doença. No dia 26/04/2010 cheguei a ser presa pela polícia militar, porque exigi do médico, conclusão da perícia médica e fiz várias perguntas, que não obtive resposta, só sei que fiquei fora de mim, e não consegui me controlar, pois estão usando de covardia comigo! Então eu não recebo salário nem da prefeitura e nem do INSS. Estou vivendo de favor com três filhos para tratar e eu não existo como trabalhadora.
    3- Além do mais estou impedida de trabalhar desde 03/07/09 pelo Chefe da Administração da Prefeitura Municipal. Não posso assinar ponto, nem trabalhar. Tenho de me apresentar todos os dias para das testemunhas, para evitar que se configure o abandono de emprego. Entretanto a Prefeitura enviou ao INSS de Nova Era m relatório da Seção de Recursos Humanos dando ciência de minha incapacidade para trabalhar e solicitando revisão do indeferimento do INSS conforme os relatórios e os laudos comprobatórios. Não houve resposta alguma e o INSS ignora o referido relatório e a Prefeitura ignora a minha situação, quando se deveria cumprir o parágrafo 3º e 4º do Art. 170 do Estatuto do Servidor Público, o qual no caso de indeferimento do INSS, deverão ser tomadas providências cabíveis, que já estão no Art. 26 (readaptação). Não tenho a quem recorrer! Eu apenas quero os meus direitos; a Câmara de Vereadores foi insensível, não temos Sindicato atuante e, por isso minha situação se agrava com a depressão crônica cada vez mais cara e incapacitante. Além disto, tenho uma Hérnia de Disco lombar L5 S1, M 51-2 e 54-5, por causa de peso.E ainda me puseram no Fórum e Biblioteca ( ver item 1).
    Agora sofro de outras sequelas: duas protrusões (uma lombar e uma cervical), sinovite no joelho esquerdo, além de ceratose e queulite actínica (vírus câncer de pele) e vírus HPV, depressão e pressão alterada.
    Estou morrendo aos poucos e por isso peço socorro. O que preciso fazer mais para pelo menos ter direito para viver. Tenho 26 anos de contribuição e há dez meses (desde 03 de julho de 2009) a Prefeitura não paga me INSS, nem me salário, prejudicando na contagem de tempo e com mais dois meses (julho/2010) e perco a carência e passo a nem existir como trabalhadora e como cidadã.
    Peço-lhes, por favor, que examine a minha situação. Já entrei com processo contra o Inss na Justiça Federal de BH de nº 2.008.38.00.727195-5, ele está na primeira Turma Recursal em Brasília e até hoje não obtive resposta, o mesmo acontece com as manifestações que enviei à Ouvidoria da Previdência (BBBT 12641, BBBS 65132, BBBO 80212, BBBA 50516) além dos recursos 36936.002246/2009-59, 36950002212/2009-86, 36936001465/2009-11.
    De tudo que expus acima, e peço solução urgente:
    -que seja feita revisão do indeferimento do benefício conforme solicitado pelo ofício da Prefeitura.
    -Que o INSS regularize o afastamento e a remuneração correspondente.
    - Que a Prefeitura remunere os períodos cabíveis referentes a empresa.
    Já enviei uma denúncia anterior, mas não aguento mais esperar devido ansiedade demais. Estou muito doente!
    Na perícia do dia 26/04/2010, Dr. Haroldo do INSS disse que me encaminharia para a Secretaria da Saúde do Trabalho em Belo Horizonte, está no BO da polícia militar, agora no balcão do INSS de Nova Era disseram diferente que me encaminhariam para o GEBENIM de BH, aquele por onde passei em 2000 e nunca obtive resposta, além da reabilitação profissional que nunca fiz.
    Contando com a compreensão e sensibilidade de Vossa Excelência, aguardo providências. Se possível com máxima urgência pelo amor de Deus! Pois não aguento mais de tanta injustiça! Pela primeira vez que enviei, foi pelo email de minha cunhada
    Dione Aparecida Bueno, CPF 559873706-04, PASEP 12062164868, rua Terezinha de Brito, 82, bairro centenário, Nova Era, Mg e CGC da PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA ERA de nº 16819831/0001-20, à rua João Pinheiro, 148, bairro Centro, Nova Era, Mg CEP 35920-000.

    DIONE APARECIDA BUENO

  9. aposentao é reuiim desculpeme se aposentam

  10. andreia mello de 06.12.2009,
    procure a agencia onde voce reside e solicite no balcao de atendimento, equeles senhores e senhoras que já estao no tempo de se aposentarem mas nao aposentao porque existe o fator previdenciario, irao de fornecer o parecer a junta médica sem te custar nada

  11. Os médicos só estao preservando suas vidas no momento em que voce pode estar muito tenso…Mas saia da sala do médito, que talvez até lhe desejou boa sorte e vá ao balcao de atendimento da agencia e exija o parecer médico e procure seus direitos se nao concordar…

  12. eu me aposentei em 1998 a perda e muito grande quero saber como faço para fazer revisão pois so vejo revisão ate 1997 quero fazer revisão pois me aposentei com 6 salario minimo e agora estou com uma pertda muito grande o que faço, obrigado urgente

  13. gostei sobre o comentario mas não congui saber o que eu queria. Gostaria de saber como eu faço para saber resultado sobre a pericia para aposentadoria.
    o resultado; obrigado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.